quinta-feira, 30 de junho de 2016

MISSA MOURA DO CAVACO (PORTO ALEGRE/RS)


GRES CHEGA MAIS (VITÓRIA/ES)

GRCBES MANCHA VERDE (PORTO ALEGRE/RS)

GRCSES UNIDOS DE VILA MARIA (SÃO PAULO/SP)

Sambas Concorrentes 2017
http://www.sidneyrezende.com/noticia/264350+eliminatorias+2017+ouca+os+sambas+concorrentes+da+unidos+de+vila+maria

GRCSES UNIDOS DO PERUCHE (SÃO PAULO/SP)

Sambas Concorrentes 2017
http://www.sidneyrezende.com/noticia/264689+eliminatorias+2017+ouca+os+sambas+concorrentes+na+unidos+do+peruche

GRES UNIÃO DE MARICÁ (MARICÁ/RJ)

Logo Enredo 2017

GRES INOCENTES DE BELFORD ROXO (BELFORD ROXO/RJ)

Logo Enredo 2017

ARES VIZINHA FALADEIRA (RIO DE JANEIRO/RJ)

Oficina de Percussão da Vizinha

GRES ACADÊMICOS DA ROCINHA (RIO DE JANEIRO/RJ)

GRES ARRANCO (RIO DE JANEIRO/RJ)

UDESCA (PORTO ALEGRE/RS)

SAMBA DO IRAJÁ (PORTO ALEGRE/RS)

ARC UNIÃO DA VILA DO IAPI (PORTO ALEGRE/RS)

SRE IMPÉRIO SERRANO (GUAÍBA/RS)

quarta-feira, 29 de junho de 2016

GRES ACADÊMICOS DO TATUAPÉ (SÃO PAULO/SP)

Enredo 2017

"Mãe África Conta a Sua História: Do Berço Sagrado da Humanidade à Abençoada Terra do Grande Zimbabwe"




No princípio era o horizonte e a imensidão de um lugar que os nossos olhos jamais seriam capazes de encontrar seu fim, tudo o que se via, eram as margens entre o céu e a terra, a penumbra de um pôr do sol, marcado pelo destino.
Sou o horizonte, sou a imensidão, sou a vida!
No meu ventre carrego a matriz da semente geradora!
Meus filhos são guerreiros, como nossos Deuses... Sou a Mãe-África, sou a Mãe da Humanidade... A Mãe que embala e oferta os seios aos seus filhos.
Sou o berço da existência, sou o início de tudo, sou o amor, sou o clamor, sou a natureza original. Do meu solo, nasceu o Baobá, a árvore da vida!
Sou a África coroada de riquezas, vestida de belezas naturais, adornada de relíquias, cercada de lendas, história e estórias...
Sou a terra da ancestralidade, onde sábios e guerreiros fizeram desse chão sagrado o seu torrão... Sou a terra da bravura, a terra dos fortes, a terra das terras.
Célula Mater dos eternos guerreiros que inspirados na força, na garra e na vida selvagem dos mais variados animais da nossa fauna: leões, elefantes, zebras, antílopes, rinocerontes, macacos, girafas, leopardos, jacarés, búfalos, e tantos outros, lutaram por seus ideais, por seus princípios, por sua terra, por suas riquezas e por seus irmãos. Diz à lenda que quando um desses animais morre, a alma torna-se um espírito de um guerreiro africano. Selando a coroação eterna, tão antiga quanto às estrelas, tão pura quanto uma criança, é preciso estar purificado para entender, é necessário acreditar, e fundamental se doar, para crer.
O sopro do vento revela a nossa imensidão, encontramos o dourado da savana que se funde com os milhares tons de verde de nossas florestas sagradas...
Nossas águas são cristalinas e banham a nossa terra, rasgando o nosso solo, seguindo o seu curso, numa perfeita sinfonia, às vezes calma, às vezes agitada, mas sempre com um som inconfundível, o som do curso da vida que brota do chão e renova-se a cada dia, gerando esperança e perpetuando a crença em um novo amanhã...Nossas águas sagradas, asseguram a benção para o despertar de um império.
Sou a matriz de todas as coisas! Sou a verdadeira e genuína matriz de tudo!
E meus filhos de espíritos guerreiros, se espalharam e se organizaram... Com a sola dos pés tocando o chão, sentiram o pulsar da Mãe-Terra, sentindo a vida no pulsar do coração, difundindo sua verdade, alastrando a sua civilização.
O despertar do tempo, revelou aldeias, e delas foram formados grandes reinos, colossais impérios, destemidas civilizações... Reinos que se imortalizaram! Foram tantos os meus reinos: Reino do Egito, Reino Mali, Reino do Congo, Reino Songhai, Reino Iorubá, Reino de Gana, Reino Benin, Reino de Marrocos, e outros mais, cada qual com a sua importância e magnitude para a história. Reinos erguidos com as riquezas da nossa terra, com a força e a garra dos meus filhos!
Nossas riquezas reluziram, e encantaram os povos e ascenderam aos quatros cantos do planeta, despertando o interesse e a cobiça dos homens do Velho Mundo. A triste mazela da tirania aportou em minhas terras. Portugueses, espanhóis, franceses, ingleses, holandeses, árabes... E tantos mais!
Meus filhos buscaram forças na natureza, na fé incondicional que habita suas almas e seguem legitimados por sua fé nas divindades que aqui reinaram um dia, acendendo seu olhar à Luz dos Orixás, renovando suas energias por toda a eternidade!
Como todos os caminhos elevam a Deus, singrando pelos tenebrosos mares, bravos homens, navegadores e exploradores alcançaram os nossos seios, e emanavam de suas almas, as crenças em nome dos seus Deuses Todos Poderosos. Senhores da fé e da razão que aqui pisaram forte e fincaram as suas bandeiras.
Em nome do Pai, entre a Cruz e a espada, aportaram os Cristãos. Sob a regência de Alá, chegaram os Islamitas, os Mouros. Com os princípios encontrados no Torá Sagrado, chegaram os Judeus, e mais tarde os Hinduístas, clamando por Hare Krishna...
Fé, lágrimas e sangue se confundiram em páginas de papel, registros da história que germinaram o amadurecimento dos meus filhos. Das tribos às aldeias, de reinos às nações, de povos às civilizações...
Meus cinquenta e quatro filhos se tornaram gigantes, despertaram como leões e se mostraram ao mundo através de suas cores e de suas artes. Foram sublimes nas pinturas, texturas, esculturas, ou através das poesias e livros, emocionaram através da literatura, das músicas, dos ritmos, das danças... Trouxeram à vida sonhos coroados em ouro, prata ou bronze, através dos esportes! Os nossos tambores são ouvidos ao longe. Um dia ouvi de um Griô que um "batuk" nascido das mãos dos meus cruzou o Atlântico e rufam acolá...
E aos irmãos de raça foi dito uma vez...
Se "sembamos" de cá, uma grande nação "samba" de lá!
Da África do Sul ao Zimbabwe, meus filhos festejam e clamam com a sua cultura o amor e orgulho de serem a "África"! De serem os Filhos desta Mãe-África!
O elo que une nossos ancestrais nos unifica ao Brasil, e com os braços fortes de meus filhos, ergueram um gigante amigo, um mastodôntico que tem a forma de um coração e mora nas minhas mais profundas lembranças. Um pouco de mim existe nesse gigante varonil chamado Brasil!
Já fomos exaltados, louvados, aclamados por nossos amigos brasileiros, que há anos exaltam a mim e a meus filhos, em sua maior festa popular, e que com certeza é o maior espetáculo da Terra, e que muito honrosamente, entrego aos braços desse Brasil, mais um filho a ser exaltado: meu Zimbabwe!
Esse filho fiel, sofrido, e que hoje será exaltado...
Aplausos...
Filho este, que fora abençoado por meus Deuses, e contemplados por mim com suas riquezas, tão belo quanto o último orvalho do anoitecer, tão raro quanto um suspiro de verdade, tão rico quanto sua história, detentor de imortais jazidas de ouro nas suas terras!
Ergues majestosamente como um império, um Reino do Ouro, que se chamava Grande Zimbabwe. Uma fortaleza redescoberta nos primeiros capítulos de sua história!
Dos Shonas ao Império Monomotapa, o destino fora traçado, selado em ouro, cravado em raras pedras preciosas, destino revelado, graças ao ouro extraído das abençoadas minas do Zimbabwe.
Assim como acontecera com os meus outros filhos, as riquezas despertaram a fúria do homem branco europeu.
A liberdade foi aprisionada pelo explorador português Sancho Tovar, que em nome de um Rei ali dominava, cercando a igualdade e desatando sonhos. Mais tarde, o inglês Cecil Rhodes, colonizador, que em nome da Rainha, batiza o lugar como Rhodesia. Com a força dos seus e sonhos revigorados, o canto se fez ouvir, e com a afirmação daqueles que lutaram pelo seu chão, foi proclamada a sua independência, e volta a ser o Zimbabwe, honrando suas raízes e tradições.
Um paraíso magistral, um verdadeiro Santuário da Vida, esse meu filho possui o parque nacional onde é possível se ver o céu entregar ao chão as águas das Cataratas Vitória, um presente divino com nome em homenagem a Rainha Vitória, aquela dos antigos colonizadores, e se torna um Patrimônio Mundial da Vida e da Humanidade...
Eis filho que hoje apresento e entrego, para os braços do Brasil e dos brasileiros, com a certeza de ser cantado e decantado em poesia e alegria por nossos irmãos dessa Pátria-Mãe Gentil! Tão gentil que lhe chamo de Pátria-Irmã.
E como uma Mãe que zela pelo seu filho, eu clamo:
Kalibusiswe Ilizwe leZimbabwe: "Abençoada seja a terra do Zimbábue"!
Que meu desejo se torne a minha profecia!
E que assim seja por toda a eternidade! Axé! África! Axé! Zimbabwe! Axé! Brasil!

GRES BRASIL (SANTOS/SP)

Enredo 2017

"A Deusa das Águas É a Senhora da Vida. A Negra Mulher, Padroeira do Amor - Eis o Encanto Que Nos Uniu Sob o Manto da Brasil"


Dagô!
Do céu caem pingos cristalinos,
A doçura toca o chão, fio d´água.
Riacho que correu, correnteza de rio,
Nasceu Deusa das águas doces
Contam que Tóbi Alafin Larô levou seu reino para beira do rio,
Feito encanto de beleza a água sua filha levou.
Quando de lá voltou disse que a deusa do rio a bem quis,
Tóbi Alafin Larô rendeu oferendas à divindade pela graça.
Ataojá é aquele que recebe o peixe, símbolo da aliança.
No bosque sagrado ergueu o templo da deusa,
Vieram os peixes para fazer a comunhão,
Iyá Oxum se revelou.
Orá Iyê Iyê, Ô! Oxum
Oxum é senhora vaidosa,
Aquela que se banha em cascatas cristalinas.
Oxum é dona do abebé onde espelha sua beleza,
A negra pele que tomou o coração de Xangô.
Oxum é senhora da astúcia,
Que foi capaz de enganar o nobre caçador.
Oxum é senhora da vida,
Onde o rio se encontra com a mata.
Iyá Oxum é senhora da festa dos tambores,
Babalotim Adupé-lewô-olorun é quem nos protege do mal.
Que aportou escondido na crença dos teus,
Iyá Oxum é senhora da clareza,
Que não aceita a injustiça.
É ela a deusa do segredo,
Senhora que fez as penas avermelhadas.
Odidé Ekodidé! Mistério sagrado,
O poder feminino sobre a vida.
Que fizeram deste Brasil uma nação.
Atravessar o oceano à terra que,
Assim como aconchegantes braços,
Se abriu e se redesenhou em seus traços
De São Paulo às Minas de Ouro,
Da terra vinha a riqueza da capitania.
O povo muito grato queria festejar,
A pujança da terra e o novo governante do lugar.
Mandaram buscar peixe, mas, peixe não tinha,
Numa puxada o corpo e na outra a cabeça,
Rezaram e pediram com fé por um milagre,
Tudo era só água no Paraíba.
Nada tinha, apenas a rede vazia,
Que traria à tona um objeto.
Surgiu a assim uma santa negra.
Eis que assim aconteceu.
Do fundo surgiram peixes,
As redes se encheram.
Milagre da santa aparecida das águas,
Que se fez rainha de nossa fé,
Mãezinha, padroeira do Brasil.
Nossa senhora!
Força que iluminou os terreiros e senzalas,
Raízes aqui fincadas, abrindo alas, de crença e esperança,
Pequenas Áfricas evocadas por seus ancestrais,
Os cantos e as danças, as tradições e os rituais.
Pois esta terra é miscigenada em mistério e fé,
Hoje são elas o motivo da emoção do sambista,
Sua mais rica herança,
A quem foi ofertada santa honraria,
Aos teus pés rosas de ouro!
Aparecida, negra mulher,
Que está refletida no espelho de Oxum.
De um povo que reza e faz batuque.
A razão do cantar da campeoníssima.
Que fez raiz nesta cidade,
E que faz o coração bater mais forte.
É dela o "feitiço brasileiro",
A batucada, o amor de todos nós.
E este feitiço é para quem tem devoção,
Salve Oxum e Nossa Senhora!
Alafiá
Eis o encanto que nos uniu,

Sob o manto da Brasil! Asé 

GRES UNIÃO DA VILA ALBERTINA (SÃO PAULO/SP)

Enredo 2017

"Porque, Porque? Quero Saber! 1,2,3...  Era Uma Vez! Vem Ser Criança Outra Vez? Um Passeio Encantado Pelo Universo Infantil"



"Somente é possível estar inteiro em uma experiência quando todos os sentidos estão ali reunidos. É preciso concentrar todas as percepções para ter uma imersão completa".
Uma dessas experiências denomina-se "imaginação". Qual a fase de nossas vidas onde a imaginação corre solta? Onde tudo tem cores, formas, sabores diferentes e inusitados? A infância!
A importância da imaginação, na fase infantil, está ligada à criatividade que a criança desenvolve durante todas as outras fases da vida.
As crianças são criativas, inventam universos onde se transformam no que querem ser.
O mundo infantil é repleto de encantamento e imaginação. Com as suas brincadeiras, a criança transforma a realidade e o mundo a sua volta, fazendo uso de brinquedos e objetos de acordo com seus pensamentos lúdicos e as suas necessidades de expressão.
Quando brinca, joga, conversa sozinha, desenha, a criança está criando. Sua imaginação lhe permite sonhar de modo inimaginável e sem limites, trazendo o mundo real para a sua visão pessoal, recorrendo às fantasias presentes em sua mente, formadas desde o seu nascimento.
É através das brincadeiras que a criança expressa o seu mundo "imaginário" formando assim suas experiências e sentimentos. Uma simples brincadeira de polícia e ladrão pode representar a tentativa da criança de lidar com sua vontade de se apoderar de coisas que ela fantasia como proibidas pelo mundo adulto. O medo de uma figura imaginária amedrontadora, formada em sua mente pode ser enfrentado na brincadeira de heróis contra monstros e fantasmas.
O exercício pleno da imaginação e criatividade faz parte da vida infantil e é um elemento essencial para o desenvolvimento intelectual e emocional da criança. Ele favorece o fluir do pensamento criando um lugar de liberdade. Um lugar todo especial onde a criança pode ser autora de suas próprias criações, experimentando o prazer da liberdade de transformar o mundo e de ver refletido, em suas produções, algo de si mesma.
O que dá vida à criação é o mundo interno de desejos e sentimentos da criança, que passam por diversas fases, dos personagens que elas gostariam de ser nas histórias, dos personagens que elas têm medo, das comidas gostosas que elas querem comer o dia todo, das comidas que não têm um sabor gostoso, como a aversão a legumes e verduras pelo simples fator visual, mesmo sem nunca ter provado antes, a forma colorida que elas fazem do mundo à sua volta, um mundo construído cheio de particularidades. Até os três anos, é a fase da experimentação, onde os objetos ganham vida e as crianças acreditam realmente nesta interação.
Na fase dos três aos cinco anos, as crianças passam a convidar os adultos a participarem das brincadeiras e as histórias ganham mais sentido.
Na fase dos seis aos oito anos, as histórias são lógicas e possuem uma finalidade; trazem temas como raiva, medo, amor e guerra e é também a fase que a criança acredita no herói.
Após os oito anos, já unem a imaginação vivida nas fases anteriores com aventuras reais e os amigos imaginários já se tornam reais.

É esse universo pessoal nos passeios pelos caminhos da vasta imaginação, recheada de heróis, vilões, brincadeiras, guloseimas, perigos e um inigualável gostinho de quero mais que a União da Vila Albertina vai poeticamente soltar a imaginação e vivenciar a liberdade infantil na avenida, trazendo de volta a criança que existe em todos nós. 

GRES UNIDOS DA VILA KENNEDY (RIO DE JANEIRO/RJ)

Enredo 2017

A Vila Kenney Canta; Ilú Ayé ao Brasil da Liberdade"



Apresentação:
O GRES UNIDOS DA VILA KENNEDY, apresenta em seu carnaval de 2017, uma mistura de personagens reais com tramas fictícias. Retratando o sonho de liberdade de muitos negros no Brasil, abordando questões raciais visando o protagonismo do negro e da mulher; retratando temas variados do passado e da atualidade. A ambição do homem explorando e destruindo o rico chão; aquecimento global, a luta pela preservação ambiental através do maior espetáculo popular do mundo que o nosso carnaval. 
Ilú Ayê, ilú Ayê ôô
Um canto ecoou...
Na senzala sofrimento e dor
Quem será o nosso libertador?
Candaces mulheres guerreiras, rainhas mães. Princesa Liberdade, um personagem real ou fictício quem saberá? 
O sonho da libertação sempre esteve presente na história da humanidade: no Egito o faraó, com poder e tirania, escravizou o povo Hebreu, que sonhava chegar à terra prometida guiado por libertador enviado por Deus.
Da África para o Brasil, os negros escravos venceram o sofrimento alimentados pelo sonho da liberdade. 
Nesse contexto, nossa história personifica uma linda princesa negra, vinda da nação Nagô da Costa da Mina, chamada LIBERDADE, que chega ao Brasil para viver em sua nova Ilú Ayê (Terra da Vida).
Certo dia, andando pela mata brasileira, a princesa Liberdade se depara com uma onça pintada, que sai de uma frondosa árvore e se transforma numa feiticeira dando-lhe uma bebida mágica. 
Sob uma aura misteriosa a princesa aceita e a feiticeira revela para a Liberdade, que ela terá quatro sonhos visionários. 
1° VISÃO: BRASIL SUA NOVA ILÚ AYÊ (Terra da Vida)... Uma exuberante natureza fauna e flora riquíssima solo fértil onde tudo que se planta nasce. Aguas doces riquezas minerais, plantas aromáticas e medicinais, o poder da cura de muitos males da humanidade, folhas sagradas da floresta.
2º VISÃO: POLUIÇÃO, SECA, INUNDAÇÃO... O homem com sua ambição explorando, destruindo o rico chão, consequência do caos na vida humana da Terra. O aquecimento global causado pela poluição das indústrias e de outros gases emitidos pelo homem. O calor intenso, a falta de chuvas provocando secas, assim como torrenciais chuvas provocam inundação e catástrofes.
3º VISÃO: NO VERDE À ESPERANÇA... Nossa pátria mãe gentil se cansou do que viu. É hora de fazer brotar no peito o verde à esperança. O orgulho e o amor de uma criança. A sustentabilidade de atitudes é a mobilização e a base de toda mudança. Reciclando o coração, verás que um filho teu não foge a luta!
4º VISÃO: O SAMBA EM LOUVAÇÃO... Tia Ciata à inspiração, mãe protetora da maior contribuição cultural do negro: sem preconceito, tem samba e carnaval. E no compasso desse baticum o GRES UNIDOS DA VILA KENNEDY louva a Liberdade. Seu canto ecoa e, sob o rufar dos tambores, ama, luta por um sonho real: Unidos de Vila Kennedy campeã do carnaval.
Ao despertar, a princesa Liberdade se rende aos encantos da Terra da Vida, Ilú Ayê, com toda dignidade do povo negro brasileiro; com as bênçãos das grandes Candaces à brasilidade e a alegria de um "guerreiro" chamado BRASIL.

Claudio Fontes - Carnavalesco

GRES COMBINADO DO AMOR (NITERÓI/RJ)

Enredo 2017

"Ubuntu. Sou Quem Sou, Porque Somos Todos Nós



JUSTIFICATIVA DO ENREDO
O G.R.E.S. COMBINADO DO AMOR, tem como responsabilidade e obrigação de levantar a bandeira trazendo para o carnaval da cidade de Niterói, uma filosofia africana chamada de UBUNTU.
Em sua essência, essa filosofia, trata e nos mostra que devemos mais do que nunca, nos dias atuais ter: Tolerância, Compaixão Afeto e Amor, ao nosso semelhante. O ser humano precisa de uma vez por todas, entender e colocar em prática esse conceito de vida, onde em alguns países é exercido como forma de opressão a violência.
Nosso enredo vai exaltar na avenida a palavra Nós, que deve ser mais praticada e inserida entre os povos. O ser humano tem que entender que ele não é o centro das atenções e que ele precisa de alguém pra ser ele mesmo, unindo assim, o conceito de que “Sou quem sou, porque somos todos nós”. Devemos praticar mais a igualdade e menos o preconceito seja ele qual for, tendo os mesmos direitos. Com isso, nossa escola irá rufar os tambores da paz e da esperança, por um mundo melhor pra se viver. Acreditando sempre em dias melhores.
Nossos antepassados estarão presentes na avenida, mostrando que o conceito UBUNTU já fazia parte desde os primórdios dos tempos, exaltando esse espírito caridoso. Em seguida em forma de natureza, exaltaremos o Baobá que por sua vez tem uma ligação etimologicamente com o continente africano, onde para muitos representa a vida, são símbolos de fertilidade, fartura, cura e da resistência negra.
A Mãe–África, será reverenciada por ser o berço da humanidade, um solo sagrado onde mostraremos duas etnias importantes do povo banto a ZULU e a XHOSA.
Na visão de UBUNTU, como conciliação racial, destacamos o Apartheid e a figura importantíssima e emblemática que foi Nelson Mandela, ou Madiba como era carinhosamente chamado pelos seus, contra um regime de vidas separadas existente, onde em seus discursos dizia que: “Uma sociedade sustentada pelos pilares do respeito e solidariedade fazia parte da essência de ubuntu”
Mostraremos, na avenida um conceito mais moderno do termo ubuntu, ligando todos os povos diminuindo barreiras, ultrapassando as fronteiras, encurtando as distâncias estamos falando da internet, isso mesmo, o nosso UBUNTU VIRTUAL que irá conectar vidas distantes, não conhecidas ou por algum motivo, foram separadas e por isso conseguem o reencontro depois de anos. Conecte-se com a gente!!!
Pois bem, ao finalizarmos faremos uma relação Brasil x África do Sul, desde os tempos do descobrimento do Brasil até os dias atuais, exaltando toda cultura aqui existente vinda de além mar. Onde essa relação Multicultural até os dias de hoje, luta para sobreviver em uma sociedade injusta e preconceituosa. Devemos nunca desistir de mostrar a todo o tempo, que abram suas mentes para o novo mundo que nos aguarda lá fora de paz, amor e esperança, basta se permitir.
Por tudo que já foi mensurado, clamamos por mais AMOR entre os povos, um pais mais justo, afinal devemos ter como dever de casa a consciência e acreditar mais no ser humano e praticarmos nossa fé nele, pois o desafio foi lançado, a mensagem foi passada e foi cumprido com certeza o nosso dever. UBUNTU pra você!!

Introdução
O G.R.E.S COMBINADO DO AMOR, Traz para o carnaval 2017 a essência de um conceito Sul –Africano chamado UBUNTU que significa: “Sou quem sou, porque somos todos nós”. Para entendermos melhor essa filosofia africana, etimologicamente o UBUNTU vem de duas línguas do povo Banto (ZULU e XHOSA) que habitam o território da África do Sul, o pais de Mandela, que por sua vez dizia: “Que uma sociedade sustentada pelos pilares do respeito e solidariedade fazia parte da essência de ubuntu”. A origem do UBUNTU está na nossa constituição antropológica pelo fato da África ser o berço da humanidade e das civilizações onde desenvolveram a consciência ecológica entendida aos três mundos apontados: Dos Deuses e antepassados, dos Humanos e Da natureza.
Segundo os Hebreus“fomos feito um do outro, foi do lado de Adão que retirou a porção necessária do humano Eva e não de uma nova porção de terra. Deve vir lá do Éden ou de algum outro lugar muito antigo nossa necessidade de sermos sempre nós, de estarmos sempre juntos e de sermos sempre pares”.
Na concepção religiosa africana, todos os mitos se pautam na lógica que os seres humanos tem um pouco de divino e um pouco da natureza, pois cada um é filho de um orixá. Conta um mito da criação que OLODUMARÉ (Deus – Supremo) deu ao orixá OBATALÁ a missão de criar o ser humano e este o fez a partir do barro (elemento da natureza)
Certa vez, um Antropólogo estava estudando os usos e costumes de uma tribo africana quando ao final dos trabalhos, propôs uma brincadeira as crianças da região. Colocou um cesto cheio de doces embaixo de uma arvore e propôs uma corrida e disse: Quem chegar primeiro leva o cesto. Então as crianças se aliaram prontas para correr e disse já! Todas deram as mãos e correram juntas até a arvore, pegaram o cesto juntas e comemoraram juntas. O antropólogo então olhou curioso para aquela situação, onde uma das crianças olhou para ele e disse: UBUNTU TIO! Como uma de nós poderia ficar feliz se todas as outras iriam ficar tristes. Ele então percebeu a essência daquele povo onde não havia competição e sim colaboração.
A Combinado do Amor vai rufar os tambores e exaltar com muito Axé na avenida, esse espírito caridoso, misericordioso, o qual somente poderia nascer da Mãe Áfricaberço da existênciaterra da ancestralidade, a essência UBUNTU de ser. Através da natureza original e de seu solo sagrado, nasce Baobá (Árvore da vida) envolvendo a todos NÓS, em suas raízes humanitárias de clamor amor ao próximo.

SINOPSE
O termo UBUNTU teve origem na África Subsaariana e existente nas etnias (ZULU E XHOSA)Ubuntu é uma palavra dentro do conceito filosófico africano amplo sobre a essência do ser humano e a forma de como se comporta em sociedade. Para os africanos o UBUNTU é a capacidade humana de compreender e tratar bem o outro,afinal toda existência é sagrada para eles, onde há um pouco do divino em tudo o que existe. O UBUNTU retrata também a cosmovisão do mundo negro-africanoo ser humano sabe que nem tudo depende da sua vontade. Esta, depende também da vontade dos ancestrais, dos orixás em suma, do sagrado. Uma pessoa com UBUNTU tem consciência que ela é afetada quando um semelhante seu é afetado e sabe que o mundo não é uma ilha, que ela precisa dos outros pra ser ela mesma. Onde não se sente ameaçada quando alguém é capaz e se sente diminuída quando os outros são humilhados.
ASPECTO RELIGIOSO
No contexto africano, o UBUNTU sugere que o indivíduo se caracterize pela humanidade com seus semelhantes e através da veneração aos seus ancestrais elevando assim, a purificação da alma, o clamor em seu canto e sua manifestação na dança. Pois aqueles que compartilham do princípio do UBUNTU no decorrer de suas vidas, continuarão em união com os vivos, após a sua morte.
ASPECTO ÉTICO
No aspecto ético, temos o grande Desmond Tutu, figura mais importante na luta contra o APARTHEID ao lado de Nelson Mandela, onde define o ideal de UBUNTU em suas lutas e ideais como: Respeitocomunidade, generosidade, partilha, empatiahumanidade. Unindo os povos na fé e na esperança, tudo isso é o espírito de UBUNTU, explica. Não significa que as pessoas não devam cuidar de si próprias, a questão é: Você vai fazer isso de maneira de desenvolver a sua comunidade permitindo que ela melhore?
 Na África do Sul a noção de UBUNTU ligou-se também a história da luta contra o Apartheid que inspirou Nelson Mandela, ou Madiba como era chamado carinhosamente pelos seus, na promoção de uma política de reconciliação nacional.
Mandela com certeza foi a voz da igualdade, lutando pelo respeito, direito e contra o preconceito das raças. Muitos anos antes quando MANDELA criou a liga da juventude da ANC (partido político) em 1944, a noção já estava presente no manifesto do movimento. O Apartheid significa: “Vidas separadas “era o regime de segregação racial existente na África do Sul, que obrigava os negros a viverem separados dos brancos que controlavam o poder enquanto o restante da população não gozava de vários direitos políticos e econômicos sociais. Ao contrário do homem branco, o africano quer o universo como um todo orgânico que atende a harmonia no qual as partes individuais existentes somente como aspectos da unidade universal, acreditando sempre no ser humano, afinal a união faz a força e renasce a esperança.
ASPECTO POLÍTICO
UBUNTU é visto como um dos princípios fundamentais da nova República da África do Sul e está intimamente ligado à ideia da renascença africana. No Zimbabwe, o UBUNTU tem sido usado como forma de resistência à opressão existente no país com a importância das alianças e do relacionamento das pessoas umas com as outras acreditando sempre na força do irmão. Em diversos aspectos a filosofia UBUNTU não tem fronteiras, uma delas é a internet, que será representada na avenida como forma de UBUNTU no mundo virtual, precisamos sempre estar conectados, ligados uns aos outros pela tecnologia por mais distante que seja,conecte-se com gente.
BRASIL-UM PAÍS UBUNTU!
Na tentativa da tradução de UBUNTU para nossa língua o “Português” seria:“Humanidade para com os outros” No Brasil, a noção do UBUNTU chega com os escravizados africanos a partir do século XVI, estes trouxeram a sua cultura em seus corposa pura africanidade e ela foi reinventada a partir do novo contexto da escravidão. Por isso falar de UBUNTU no Brasil é falar de solidariedade e resistência, como outro registro histórico antropológicos que expressam o UBUNTU Afro-Brasileiro, podemos citar os quilombos, as religiões afro-brasileiras,irmandades negras, movimentos negros etc.
Assim como o Brasil, a nova África do Sul se reconhece como um país MULTICULTURAL, onde brancos e negros podem conviver juntos e dessa forma o ZANANI (passado de sofrimentose transforma num SASA-LOBI (presente, futuro de esperança) A perspectiva do UBUNTU no Brasil atual é um encontro entre nós mesmos, com o nosso passado de resistência de um povo marcado, vindo de além mar. De certa forma o Brasil é um pais UBUNTU, por ser considerado hospitaleiroacolhedor e miscigenado. Sabemos que muito precisa ser feito para melhorar, clamando sempre por mais tolerância, justiça, igualdade, respeito e menos preconceito.
 O G.R.E.S. COMBINADO DO AMOR, semeia no carnaval da cidade de Niterói a essência UBUNTU de ser. Nossa festa, não seria o que é hoje se não fosse a colaboração, dedicação e o esforço de todos. Afinal, ninguém faz nada sozinho, ninguém nasce sozinho, ninguém é feliz sozinhogente precisa de gente, pra ser gente.    
   Em tempos difíceis, não podemos deixar de crer, tendo atitude, cantando a negritude, exaltando a paz, o amor e a esperança. Desejamos, dias melhores pra se viver.
Vire-se pro o ser humano, pratique sua fé nele, esse é o nosso dever!
UBUNTU PRA VOCÊ!!!!

CARNAVALESCO: ÍNDIO GARCIA

GRES UNIÃO DA ENGENHOCA (NITERÓI/RJ)

Logo Enredo 2017

GRES MAGNÓLIA BRASIL (NITERÓI/RJ)

Logo Enredo 2017

GRES UNIDOS DA REGIÃO OCEÂNICA (NITERÓI/RJ)

Logo Enredo 2017

GRES ALEGRIA DA ZONA NORTE (NITERÓI/RJ)

Logo Enredo 2017

GRCES ESTRELA DO TERCEIRO MILÊNIO (SÃO PAULO/SP)

GRES SÃO CLEMENTE (RIO DE JANEIRO/RJ)

EXPOSIÇÃO (PORTO ALEGRE/RS)

SRB IMPERADORES DO SAMBA (PORTO ALEGRE/RS)

ACADEMIA DE SAMBA COHAB SANTA RITA (GUAÍBA/RS)

Logo Bateria

GRES UNIDOS DO JACAREZINHO (RIO DE JANEIRO/RJ)

Logo Enredo 2017

ACSESM CAMISA VERDE E BRANCO (SÃO PAULO/SP)

Logo Enredo 2017


ACADEMIA DE SAMBA COHAB SANTA RITA (GUAÍBA/RS)


ES 100% LIBÓRIO (HERVAL DO SUL/RS)

Parabéns pelo seu aniversário!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

DESFILES ASSISTIDOS

Desfiles assistidos hoje (compactos) - Grupo C Rio de Janeiro 2016: Arrastão de Cascadura, Boca de Siri, Coroado de Jacarepaguá, Sereno de Campo Grande, União de Maricá e Vizinha Faladeira!








domingo, 26 de junho de 2016

sábado, 25 de junho de 2016

GRES IMPERATRIZ DE OLARIA (NOVA FRIBURGO/RJ)

GRES UNIDOS DA SAUDADE (NOVA FRIBURGO/RJ)

GRES IMPERATRIZ DE OLARIA (NOVA FRIBURGO/RJ)

GRCSES VAI-VAI (SÃO PAULO/SP)

GRCSES UNIDOS DO PERUCHE (SÃO PAULO/SP)

AACR ESTADO MAIOR DA COLINA (GUAÍBA/RS)


CETE (PORTO ALEGRE/RS)

CETE PREMIA OS MELHORES ENREDOS DE 2016 E DEBATE O FUTURO DO CARNAVAL NO RS
Entrega da premiação e fórum de debates vão acontecer no sábado, dia 25 de junho, no Plenarinho da Assembleia Legislativa
Pelo sexto ano consecutivo, o Centro de Estudos e Pesquisas de Tema Enredo e Memória do Carnaval – CETE vai premiar os autores dos melhores enredos do carnaval das quatro cidades onde formou o corpo de jurados (três gaúchas e uma catarinense).
A entrega do Troféu CETE vai acontecer durante uma cerimônia que será realizada no sábado, dia 25 de junho, às 13h30, na Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho), localizado no 3º andar do prédio da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, no Centro Histórico de Porto Alegre.
Votaram na premiação os associados do CETE que foram jurados nos desfiles de escolas de samba nas cidades de Canoas, Caxias do Sul e Itaqui, e em Concórdia (SC).
Na ocasião, também serão homenageados os representantes das entidades organizadoras das cidades onde o CETE julgou e personalidades de relevância carnavalesca em Porto Alegre.
FUTURO DO CARNAVAL NO RS
Logo depois da entrega de premiações será realizado um fórum reunindo representantes das ligas, associações e entidades organizadoras do carnaval das cidades do interior do Rio Grande do Sul. Para o encontro já estão confirmadas as presenças de delegações de mais de 20 municípios.
O objetivo é debater o futuro do carnaval nesses tempos de crise financeira e propor soluções para que a festa popular se mantenha nos próximos anos. Pesquisa realizada pela Famurs apontou que 151 municípios gaúchos não destinaram recursos para a realização do carnaval de rua em 2016.
PROGRAMAÇÃO CURSO DE TEMA ENREDO – MÓDULO 2 “CARNAVAL”
* Dia 25 de junho de 2016 – 3º encontro
Local: Plenarinho (Sala João Neves da Fontoura) – 3º andar do prédio da Assembleia Legislativa do RS (Praça da Matriz, 101, Centro Histórico), em Porto Alegre-RS.
Das 13h30 às 13h45: Recepção e inscrições.
Das 13h45 às 15h30: 6ª edição da entrega do Troféu CETE aos melhores enredos; Troféu Amigos do CETE e Troféu Personalidades do Samba.
Das 15h30 às 18h: Fórum “O futuro do carnaval no Rio Grande do Sul”.
LISTA DOS PREMIADOS
****Troféu CETE (autores dos melhores enredos):
* nomes dos autores (conforme consta nas fichas técnicas das escolas distribuídos aos jurados), nas respectivas cidades.
Canoas – Grupo Especial: Fábulo Rosa (Acadêmicos de Niterói) Grupo de Acesso: Daniel Scott Azeredfo (Nenê da Harmonia)
Caxias do Sul – Grupo Especial: Fernando Correa (Mancha Verde). Grupo de Acesso: Paulo Ricardo Soares (Acadêmicos XV de Novembro).
Concórdia: Ronaldo Ritter (Matriz do Samba) – também vai receber o Troféu Amigos do CETE como tesoureiro da Liga das Escolas de Samba Concórdia.
Itaqui: Comissão de Carnaval (Acadêmicos da Mocidade Independente).

*** Troféu Amigos do CETE (aos representantes das entidades organizadoras do carnaval):
Adriana Velho (Secretaria de Cultura de Caxias do Sul);
Claudia Mara Borges, secretária de Turismo, Desporto e Cultura de Guaíba;
Cleberson Aguiar Ribeiro (presidente da Assencar)
Eduardo Paim (secretário-adjunto de Cultura de Canoas)
Elvino Santos, diretor da Assencar
Gilmar Monticelli, diretor-superintendente da Fundação Municipal de Cultura de Concórdia
Márcio Barros, presidente da Comcari, Itaqui
Zeca Mazzocco, chefe de departamento da Fundação Municipal de Cultura de Concórdia.

*** Troféu Personalidades do Samba (relevância dentro da história do carnaval de POA:
Paulo Roberto da Silva (Fiapo) – ex-mestre-sala de Bambas da Orgia;
Lígia Ivana Flores – ex-porta-bandeira Bambas da Orgia e Império da Zona Norte;
Waldemar Moura Lima (Pernambuco) – carnavalesco, ativista da causa negra, fundador da Banda DK, do bloco Maria do Bairro e criador da Rua do Perdão.
Luiz Humberto Pompeu – campeoníssimo em concursos de fantasias categoria Luxo Masculino e destaque em escolas de samba
Hélio Dias – Único remanescente ainda ativo da primeira tribo carnavalesca, Os Caetés, fundador da União da Vila do IAPI e ex-secretário da AECPARS.
Luiz Carlos Macado da Silva (Mestre Caloca) – fundador da Academia de Samba Praiana, músico, tocador de sopapo, ex-diretor de bateria.
INSCRIÇÕES
As inscrições para o Módulo 2 do curso de tema enredo podem ser feitas na hora do evento, no sábado, na Assembleia, ou antecipadamente pelo e-mail .
O valor para todo o curso é de 130 reais (não-sócios do Cete) e 60 reais para os sócios do CETE . Para as palestras avulsas, o valor é de 20 reais por sábado. O curso vai até o próximo dia 30 de julho, sempre aos sábados, das 13h30 às 18 horas.
Mais informações pelo e-mail .